Toca Raul!!! Blog do Raul Marinho

Marolona

Posted in Atualidades by Raul Marinho on 12 março, 2009

marolona

Anúncios

Já temos nosso primeiro Nobel

Posted in Atualidades by Raul Marinho on 10 março, 2009

80614lulacorrupction

No final desse ano, teremos uma barbada nas indicações do Prêmio Nobel: nosso estimado presidente Marolinha, que acha que, por ter 84% de aprovação popular, tornou-se automaticamente um gênio. Pelo menos, é o que se espera ao ler essa matéria do Financial Times, publicada no BGrasil pelo UOL/BBC:

Lula diz no ‘FT’ que quer mundo livre de dogmas econômicos

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse esperar um mundo mais “humano” após a eventual recuperação da economia mundial em um artigo exclusivo na página de opinião do jornal “Financial Times” desta terça-feira.

Em artigo exclusivo ao jornal Financial Times, Lula disse esperar um mundo mais “humano” após a eventual recuperação da economia mundial

“Não estou preocupado com o nome que será dado à nova ordem econômica e social que virá depois da crise, desde que seu principal foco seja o ser humano”, diz Lula no jornal.

O texto faz parte de uma série de debates e artigos promovida pelo diário britânico sobre o futuro do capitalismo.

“Hoje ninguém ousa prever qual será o futuro do capitalismo”, afirma Lula. “Como líder de uma grande economia descrita como ‘emergente’, o que posso dizer é que tipo de sociedade espero que apareça depois desta crise… Tenho esperanças de um mundo livre dos dogmas econômicos que invadiram as ideias de muitas pessoas e que foram apresentados como verdades absolutas.”

“Políticas anti-cíclicas não deveriam ser adotadas apenas em épocas de crise. Aplicadas com antecedência – como foi feito no Brasil – elas são a garantia de uma sociedade mais justa e democrática”, escreve o presidente.

Lula ainda descreve outras expectativas que tem para o fim da atual crise econômica global.

“(Espero que surja) uma sociedade que vai valorizar a produção e não a especulação. A função do setor financeiro será de estimular a produtividade – e ele estará sujeito a um controle rigoroso nacional e internacional. O comércio exterior será livre do protecionismo que está mostrando sinais perigosos de estar se intensificando”, diz.

Lula também menciona suas esperanças de uma reforma nas organizações multilaterais e de um novo sistema de governança global.

Em boa parte do artigo, o presidente também relembra sua infância no interior de Pernambuco, o início de sua vida de metalúrgico em São Bernardo do Campo (SP) e sua trajetória política até ser eleito em 2002.

“Para mim o capitalismo nunca foi um conceito abstrato”, escreve.

O poder do Marolinha

Posted in Atualidades by Raul Marinho on 14 janeiro, 2009

lula_positivo

No começo da atual crise econômica mundial, Lula minimizou-a com a célebre frase da marolinha. Dúzias de declarações otimistas depois, o resultado é que o Brasil é o segundo país mais otimista do mundo quanto à crise – veja mais aqui, no G1. O fato é que, mais uma vez, o Lula deu mostras de seu poder de persuasão. Não é à toa que o hómi está com quase 80% de aprovação…

E a marolinha… Sifu!

Posted in Atualidades, Ensaios de minha lavra by Raul Marinho on 8 dezembro, 2008

netfrases-lula-figura-03

Praticamente não houve novos posts na semana passada, pois nosso magnânimo e insubstituível editor esteve ausente e impossibilitado de publicar novos textos. Retomamos nessa semana com boliviano gás.

Uma nota, porém, não pode deixar de ser dada: a do “sifu”. Como é de amplo e geral conhecimento, Noço Guia teve mais uma diarréia oral num pronunciamento público e, para explicar por que usara a matáfora da marolinha no começo da crise, apelou para outra, ainda mais infeliz. Disse o presidente que, se médico fosse, teria duas opções ante uma grave enfermidade de seu paciente: enrolá-lo com chavões, ou simplesmente dizer “sifu”.

Em primeiro lugar, um bom médico não usaria nem a estratégia enganadora nem a grosseira. Um bom médico exporia a situação como ela é, de fato, com sobriedade e profissionalismo. “Olha, o resultado da biópsia foi positivo e o senhor tem um tumor no fígado. Nós podemos usar tais tais e tais tratamentos, e de acordo com a evolução do quadro, mantemos ou mudamos a estratégia”. Pronto!!! Não é preciso mentir para o paciente nem agredi-lo com um “sifu”, basta ser profissional. Agir assim, entretranto, parece estar fora do alcance intelectual do Noço Guia, que só enxerga duas opções: mentir ou agredir.

Depois, é preciso avaliar se o Presidente da República acertou ao usar a palavra “sifu” – forma reduzida de “se fodeu”, ou seja: você foi abusado sexualmente (como a palavra é usada majoritariamente para homens heterossexuais, o sentido usual é o de que um homem foi penetrado pelo ânus contra a sua vontade). Apesar deste ser um termo utilizado por crianças em todo o Brasil, o emprego de termo de tão baixo calão por um Presidente da República tem um significado totalmente diverso. Se o ocupante do cargo mais importante do país pode falar assim, quando eu estiver no balcão de atendimento do INSS ou da Receita Federal, eu também poderei mandar o fiscal “ir se foder”; se for abordado por um policial, eu também poderei dizer a mesma coisa; e se tiver uma discussão com um Ministro ou com o próprio Presidente, a mesma coisa.

Já que a informalidade é a norma, uma funcionária pública poderá dar expediente num Tribunal com sua calça Gang que usou no baile funk na noite anterior; os deputados poderão ir ao Congresso de bermudas, chinelos e sem camisa; e os juízes do Supremo poderão redigir despachos mais ou menos assim: “Nego provimento ao recurso do réu, e que ele se foda na cadeia por 5 anos”. É isso o que queremos para a nossa sociedade?

Na verdade, um crescimento modesto do PIB, um aumento da taxa de inflação, de juros ou da dívida pública são problemas menores, que podem ser resolvidos em alguns anos. O grande mal que um país pode enfrentar é a corrosão de suas tradições, de seu senso de moral, do que é certo e errado, enfim. Se acharmos normal um Presidente da República falar “sifu” em público, aí sim teremos um problema. Ou melhor: nós já temos um problema.

A última do Marolinha

Posted in Atualidades, Just for fun by Raul Marinho on 21 novembro, 2008

Eu acho que o Obama tem que dizer o que eu disse quando tomei posse em 2003: ‘Não posso errar’ – Marolinha, hoje, ilustrando os ditados “conselho, se fosse bom, ninguém dava, vendia” e “em boca fechada não entra mosquito”.

marolinnha

Aijizuiz…

Posted in Atualidades by Raul Marinho on 6 novembro, 2008

lula

De acordo com Cristiana Lôbo, do seu blog no G1:

Os brasileiros devem realizar o sonho da casa própria; não devem deixar passar o momento mágico de ter um carro; uma tv de plasma, que todo mundo quer, agora; o seu computador, e até o primeiro sutiã… – Lula, hoje.

Resumindo:

Posted in Atualidades, Just for fun by Raul Marinho on 1 novembro, 2008

Você leus meus últimos posts sobre o comportamento do Lula nesta crise financeira global? Se não, não precisa mais, a charge abaixo os resume. (Saiu na Folha de hoje, e é do Bennet, um chargista que eu não conhecia, mas que tem um blog incrível).

Luís Inácio Marolinha da Silva

Posted in Atualidades, Just for fun by Raul Marinho on 29 outubro, 2008

Vamos ter um forte impacto na atividade econômica, na economia real, e no mundo todo vai desacelerar e isso está ficando nítido agora (Guido Mantega, hoje)

Melhores frases de Lula sobre a crise:

30 de março de 2008:”Bush, meu filho, resolve a sua crise”

17 setembro 2008: “Que crise? Pergunta para o Bush”

29 de setembro de 2008: “O Brasil, se tiver que passar por aperto,será muito pequeno”

30 de setembro de 2008:”A crise é muito séria e tão profunda que nós ainda não sabemos o tamanho”

22 de setembro de 2008:”Até agora, graças a Deus, a crise não atravessou o Atlântico”

4 de outubro de 2008:”Lá, a crise é um tsunami. Aqui, se chegar, vai ser uma marolinha, que não dá nem para esquiar”