Toca Raul!!! Blog do Raul Marinho

e-Rebinboca da parafuseta de 10 megabits

Posted in Uncategorized by Raul Marinho on 1 junho, 2009

casio-exilim-w63ca-8-megapixel-mobile-phone

Não sei quanto a você, sabido leitor (ou sabida leitora), mas eu me atrapalho com as característicvas técnicas dos produtos eletrônicos atualmente à venda. Por que uma câmera com 10 megapixels seria melhor que outra, com 8? “Porque tem mais megapixels, né? Dãaaa…” Ok, mas que diferença prática isso me traz? Leia a matéria abaixo, do David Pogue para o The New York Times e entenda mais sobre as manhas & truques do marketing eletrônico:

Desvendando o marketing dos eletrônicos

Existem muitas coisas que tornam incomum a indústria da tecnologia para consumidores. Há, por exemplo, o fator da obsessão, que alcançou novos patamares quando o iPhone chegou ao mercado.

Mas o aspecto da tecnologia para consumidores que talvez seja o mais fascinante é a maneira como ela é promovida. Obviamente, nenhuma empresa quer anunciar as deficiências de seus produtos. Mas às vezes as qualidades que as empresas proclamam estão tão longe do que realmente importa.

Veja um resumo dos argumentos usuais de marketing, contrastados com elementos muito mais importantes que os anunciantes convenientemente evitam mencionar.

Filmadoras

O QUE DIZEM QUE IMPORTA: a potência do zoom

Por que o zoom é tão importante? É claro que é simpático aproximar-se visualmente de seu filho no teatro da escola. Mas quanto zoom é suficiente -20x? 50x? Quanto maior é o zoom, mais irregular se tornam suas imagens; cada ampliação também amplia a instabilidade de sua mão, tornando o vídeo mais difícil de ser visto.

O QUE REALMENTE IMPORTA: ângulo grande

Recentemente testei filmadoras de três grandes empresas, para averiguar a que distância teria que me posicionar para enquadrar uma pessoa de 1,82 metro de altura. Com a melhor das filmadoras -a que proporciona o ângulo maior- tive que me afastar quatro metros. O problema é que fiquei longe demais do objeto para que o microfone pudesse captar suas palavras.

Pense em todos os momentos em que você anseia por um ângulo maior. Aquela partida de futebol, aqueles casamentos. Com uma filmadora camcorder, você não consegue captar nada que se assemelhe àquela vista deslumbrante de montanha, a não ser que aumente e diminua o zoom. O resultado não chega nem perto do impacto que a vista exerce sobre você em pessoa.

Câmeras fotográficas

O QUE DIZEM QUE IMPORTA: Megapixels

A indústria conseguiu convencer os consumidores de que ter mais pontinhos significa fotos de qualidade melhor. Isso pode ter sido verdade na época das máquinas fotográficas de dois megapixels. Mas essa diferença visual evaporou quando as câmeras chegaram a cinco ou seis megapixels. Hoje, seis megapixels bastam perfeitamente, mesmo para impressões enormes, do tamanho de pôsteres.

O QUE REALMENTE IMPORTA: Tamanho do sensor

Um sensor de luz maior implica em sensibilidade melhor à luz, o que significa que o obturador não precisa ficar aberto por tanto tempo, o que significa menos fotos fora de foco. Mas as fabricantes de máquinas fotográficas não querem que você tenha conhecimento dessa estatística -que não consta da embalagem da máquina-, porque é mais fácil e barato divulgar megapixels que o tamanho do sensor.

Celulares

O QUE DIZEM QUE IMPORTA: Cobertura.

O QUE REALMENTE IMPORTA: Cobertura.

Sim, estão anunciando a coisa certa. Não queremos ver zero sinais de recepção e não conseguirmos fazer uma ligação; não queremos que nossos telefonemas sejam interrompidos. Queremos apenas que o aparelho funcione. O problema é que as empresas estão mentindo. Uma pista é que todas elas dizem a mesma coisa: “Maior cobertura”, “menos ligações perdidas”. Não podem todas estar dizendo a verdade. A verdade é que elas estão medindo coisas diferentes: por exemplo, quantas pessoas vivem na área de cobertura, versus quantos quilômetros quadrados tem a área.

Computadores

O QUE DIZEM QUE IMPORTA: Preço

O preço de um computador com certeza é um fator importante -para algumas pessoas, o mais importante de todos.

O QUE REALMENTE IMPORTA: Valor

Quando alguma coisa é produzida exclusivamente para custar pouco, há alguma compensação em outro lugar. Você pode adorar o preço baixo de seu PC, mas pode não gostar do atendimento ao consumidor terceirizado, de baixa qualidade, oferecido pelo fabricante. Ou do motor grande e desajeitado. Ou do software desagradável pré-instalado que faz o computador se arrastar a passo de tartaruga desde a primeira vez em que você o liga.

Anúncios

Uma resposta

Subscribe to comments with RSS.

  1. Hell Back said, on 14 junho, 2009 at 7:32 pm

    Esse texto faz eco ao que venho há anos repetindo para os meus parentes e amigos, quando alguns deles mostram faceiros, o seu “novíssimo” aparelho, carro ou, seja lá o que for das superfluidades que pululam por aí. Até parece que há um conluio das empresas industriais e as comerciais para o que os economistas chamam de obsolescência planejada. Esta decorre de ação deliberada do produtor, com o propósito de induzir a compra de novos modelos.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: