Toca Raul!!! Blog do Raul Marinho

Economistas da vida real

Posted in Ensaios de minha lavra, teoria dos jogos by Raul Marinho on 20 março, 2009

taurus

Determinados mercados são fascinantes pelo fato de que seus participantes, embora sejam absolutamente analfabetos em Teoria Econômica, são altamente eficientes em utilizar tal conhecimento – como um gavião que, mesmo ignorando a Física e a Matemática, consegue calcular uma trajetória perfeita para pegar o pardal em pleno vôo. Nestes mercados, os “maus alunos” são tragados pela seleção natural econômica e acabam “jubilados” em pouquíssimo tempo; quem resta são os verdadeiros PhDs em Economia. O mercado de carros usados é o grande exemplo disto, tanto é que os economistas que ganharam o prêmio Nobel de 2001, sobre a teoria das informações assimétricas, utilizaram-no para explicá-la com o célebre artigo “The market for Lemons” (veja também estes posts). Teoria que ontem, em meia hora de conversa, me foi explicada com a maior competência. A seguir, vou tentar reproduzir a conversa.

Estava passando em frente à loja DKV, na av. Brás Leme em Santana (zona norte de S.Paulo), quando vi um Taurus prata, ano 1997 (igual ao da foto acima), muito bonito. Gosto desse carro, e resolvi perguntar ao senhor que estava na porta da loja quanto ele estava pedindo pela belezura. Fiquei meio impressionado com o valor informado – R$35mil – e já ia saindo, quando o vendedor (e dono da loja, o sr. Maiorano) me disse: “só que tem um detalhe, o carro está com 6mil km originais”. Alguns dedos de prosa depois, ele me deu uma aula de informação assimétrica.

De acordo com o sr. Maiorano, o carro havia sido comprado 0km por um sujeito muito metódico e detalhista, colecionador de carros antigos e em excelente situação financeira. Por 11 anos (de 1997 a 2008), este senhor manteve o carro coberto com uma capa a maior parte do tempo, rodando menos de 3mil km com o carro no período. A idéia seria manter o carro em estado de zero por 20 ou 30 anos (ou mais), que é um fetiche muito comum entre colecionadores. Segundo o sr. Maiorano, o dono do Taurus tem vários outros carros que utiliza no dia a dia, e aquele era seu xodó. Tudo ia bem com o plano de ter um carro ano 1997 impecável em 2027 até que chega janeiro de 2009, e este senhor resolve fazer uma viagem para a Europa, passando cerca de um mês e meio fora do país. É aí que surge o personagem-chave que justifica a venda do carro: o genro folgado que, aproveitando a ausência do sogro, pega o Taurus para “dar umas bandas por aí”. Quando o dono do carro volta, encontra seu xodozinho com o hodômetro marcando 6mil km (o dobro da quilometragem original!), tem um surto, quer matar o genro e, para não fazer bobagem, resolve vender o carro. É esta história que justifica o fato do carro estar à venda. Ao mesmo tempo em que contava esta história, o sr. Maiorano mostra o carro: o estofamento impecável, o estepe sem rodar, o manual do proprietário, a chave de roda sem sinal de haver sido usada, etc.

Apesar disso, o valor pedido é mais que o dobro do valor médio deste carro, que é de cerca de R$15mil. Mas engana-se quem acha que isso é uma dificuldade para o vendedor. Olha o que o sr. Maiorano me disse quando falei sobre isso: “Eu tenho um outro Taurus aqui, ano 1997, com 140mil km. O carro está bom, não tem nem um detalhezinho. Te faço por R$14,5mil, quer?”. O que ele quis me dizer é que aquele Taurus de R$14,5mil é um lemon, um carro impossível de se atestar a procedência, enquanto que o de R$35mil não era um lemon, mas um carro que se pode checar de onde veio, como foi usado, qual a sua verdadeira qualidade, enfim. O sr. Maiorano pode ou não pode ir dar aula em Harvard?

(Para quem se interessar pelo Taurus, o site da DKV é esse aqui).

3 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. Sam said, on 1 maio, 2009 at 3:04 pm

    Olá. Tem alguns pontos a ser verificado aí antes de tomarmos alguma posição. são elas:
    – este carro, a pouco tempo estava R$45mil. De um dia pro outro, baixou 10mil reais. Antes, quero dizer que não deve abaixar o valor do carro. Já explicarei porque. Interessante a história do carro, mas o dono da loja(ou o dono mesmo) pôs a mão na consciência e viu que não é bem assim que funciona;
    – participo do Clube do Taurus. Já havíamos discutido sobre este carro. Sabemos que, com 12 anos, as peças deste carro devem estar com desgaste de tempo. Os pneus tem validade de 10 anos. Portanto, ao sair com o carro, já tem que parar em uma boa loja que possuam modelos semelhantes de pneus (os originais não estão mais no mercado). Fora borrachas, trocas de oleo, ítens que, ao forçar o carro, podem muito bem deixar na mão. A impecabilidade do carro é impressionante, mas o novo proprietário pode pegar uma grande dor de cabeça.
    Agora vem o outro lado:
    – estamos no nosso segundo Taurus, de modelo igual a este. Atualmente com 137mil km, está em perfeitíssima ordem, com todos os acessórios funcionando. Cuido a pão de ló. Está muito novo, mas talvez se colocarmos lado a lado, veremos a diferença. A tabela é 15, 16 mil, mas eu não quero vender. Portanto, pra mim vale 50 mil pra mais. Por isso entendo do dono pedir esse preço.
    – por último, é um carro muito exclusivo. Não é um Gol que se vê toda hora. O valor pode ser baseado no estado, independentemente da tabela, que aí não funciona.

    Então, ítens que alguns não levam em conta, mas pode pesar depois. Cada um tem sua opinião e vê o que for mais importante numa negociação como essa. Minha opinião? ele deveria guardar novamente o carro ou não baixar mais o preço. Mas aí vai do quão rápido ele que vender. Mas já é outra história..

  2. Raul Marinho said, on 1 maio, 2009 at 8:12 pm

    Obrigado pela contribuiição, Sam.
    Interessante notar que o seu Taurus, de 137mil km e valor de mercado na casa dos R$15mil, vale R%50mil para você. Isso acontece precisamente por causa dos efeitos da assimetria de informações.

  3. Sam said, on 4 maio, 2009 at 12:06 pm

    Então, todos os Taurus o valor de mercado é R$15 mil. O meu, este e qualquer um por aí. Mas como é um carro raro e de público específico, varia demais o preço. De vez em quanto, tem perfeitos por R$10 mil e ns com alguma coisa pra fazer, nem tão bons por 25, 30 mil. O meu, que está com uma km muito boa pelo ano, está em perfeito estado. Tem valor de R$15 mil. Mas tem tanto luxo, desempenho e mais espaço e mais barato de se manter que um BMW série 5 do mesmo ano, que vale mais de R$40 mil. Se me pedissem um valor pra venda, falaria o que falei. E o dono deste também não deveria baixar, se ele não precisa. Na verdade, nem vender! Agora, os valores, depende da pressa e precisão da venda. Porque é um modelo de difícil mercado.
    Abraço..


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: