Toca Raul!!! Blog do Raul Marinho

Fora ser louco, o que mais você sabe fazer?

Posted in Atualidades by Raul Marinho on 6 outubro, 2008

Nesse post, de 1o. de outubro, fiz uma singela homenagem ao Arthur Hyppólito de Moura, falecido alguns dias antes. A Folha fez melhor, com um dos obituários mais inspirados que eu já li em jornais brasileiros (onde essa “moda” é meio out). Segue o texto publicado no dia do sétimo dia (sábado, 04/10/2008):

ARTHUR HYPPÓLITO DE MOURA (1942-2008)

A gestão psicológica do conhecimento WILLIAN VIEIRA
DA REPORTAGEM LOCAL

A barba e o cabelo fartos e brancos davam a Arthur de Moura o ar demiúrgico, que ele acentuava com seu jeito de falar -“não contava nada, explicava tudo”, diz a filha -, ainda mais se o assunto fosse a seara da gestão de conhecimento.
Penúltimo de 13 irmãos, nasceu em Dores do Indaiá (MG) e viveu a boêmia juventude em Belo Horizonte, entre ensaios de bandas (tocava bateria) e idéias de cair no mundo. E caiu.
Morou na Suécia, viajou pela Europa e vendeu cachorro-quente em Nova York. Até voltar ao Brasil e abrir uma escola de inglês, para pagar o curso de psicologia. Formado, até clinicou -“passou por linhas lacanianas, freudianas, gestaltianas” -, mas seu caminho, afinal, eram empresas.
Tanto que o doutorado em saúde pública o levou à psicologia institucional (e os olhos brilhavam quando mencionava o assunto) -sobre como otimizar o conhecimento dos profissionais de um hospital. “A idéia era colocar todos em contato”, diz a filha: “Do chefe ao homem que limpa o chão, todos tinham conhecimento”.
Daí surgiu o livro “Clube dos Saberes”. E ele então fundou a DDIC, empresa especializada em gestão do conhecimento, onde trabalhou praticamente até domingo, quando morreu, de câncer, aos 66. Deixou mulher, filha, dois enteados e um lema para a empresa e a vida: “Ninguém sabe tudo, mas todo mundo sabe alguma coisa”.

obituario@folhasp.com.br

Esse texto me lembrou vários causos que o Arthur me contou sobre o seu trabalho com o clube de saberes, as árvores de conhecimento e quetais. Um deles, relacionado ao título deste post, segue abaixo (vou narrar em 1a pessoa, como se fosse o Arthur falando).

Teve uma vez que a gente resolveu implantar o clube de saberes num hospital psiquiátrico. Começou com os médicos, enfermeiros, pessoal administrativo, tudo normal e sem graça. Aí a gente resolveu começar a inovar: O que é que a faxineira pode saber que interessa para a gente? E o porteiro? E o jardineiro? Aí começou a brotar coisa do nada, gente que a gente nunca imaginou, sabia coisas do arco da velha!!! Então resolvemos ir mais longe, e ver o que os próprios pacientes sabiam!!! A gente chegava pros malucos e perguntava assim: “Fulano, louco a gente sabe que você é. Você tá há 20 anos aqui porque você acha que é Napoleão”. “Marco Antônio!!! Marco Antônio!!! Retrucava o louco”. “Ok, Marco Antônio. Mas o ponto é o seguinte: Fora ser louco, o que mais você sabe fazer?“. E era nesse momento que os saberes se revelavam. O louco que achava ser Marco Antônio dizia que, antes de estar ali, havia sido mecânico. Ora, então vamos colocar o cara para consertar as ambulâncias do hospital! A louca que dizia ser Cleópatra tinha sido uma cozinheira de mão cheia na juventude. Pôxa, coloquemo-la na cozinha, que ninguém aguenta mais o ensopado da merendeira. E assim foi: o hospital ficando cada vez melhor, e os loucos fazendo uma terapia que, se não os curava, pelo menos amenizava os terríveis sintomas da loucura. O hospital economizou, os pacientes passaram a tomar menos medicação, e o ambiente ficou muito melhor para os funcionários, familiares em visita, etc.

Esse cara era o Arthur. Entenderam por que a morte dele deixou o mundo pior?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: